HAJIMEMASHITE! - Blog da Moderna

HAJIMEMASHITE!



Hajimemashite (はじめまして) significa “Prazer em conhecer” em japonês! Apesar de uns anos atrás eu ter escrito aqui no blog, fiquei anos parada e resolvi voltar por convite da Key :)
Então me sinto como se tivesse me apresentando de novo. 
Moro em Tokyo há pouco mais de 2 anos, e, apesar de eu ser descendentes de japoneses e ter crescido dentro da colônia japonesa em São Paulo, morar aqui é totalmente diferente do que pensamos ser quando estamos na colônia ou quando comparamos com a imagem que temos de Japão que vemos em mangás e na TV.

Tenho muita (mas muita mesmo) coisa pra contar sobre o que tenho vivido e visto aqui, então hoje vou contar um pouco de como vim parar aqui.

O COMEÇO

Em 2014 fui convidada pelo grupo de dança que eu participava em São Paulo “Kasa Odori” , para junto a um grupo, ir para Tottori ( província de onde esse tipo de dança é tradicional) para representar o Brasil num festival de verão que ia acontecer em agosto daquele ano. 



































Fui até entrevistada! Nesse evento, inclusive, entramos no Record Guiness World como maior numero de pessoas dançando com guarda chuva (ou algo assim - desculpa, não entendi muito bem o que eles estavam anunciando em japonês naquele dia) 
Mas foi uma experiência fora de série. Foi maravilhoso, tipo um sonho que de repente me vi fazendo parte. 

Aproveitei pra passear por 1 mês por aqui e visitar uns parentes em Tokyo. 
Nessa ocasião, me encontrei com um amigo de infância, que mora aqui há u ns 12 anos. Coincidentemente, ele trabalha numa emissora de TV aqui e estava com um projeto pra filmar um documentário sobre a vida paulistana, em novembro do mesmo ano. 
Ele me apresentou ao produtor e quando dei por mim, estava na equipe fazendo parte do projeto, como produtora local, pra atuar no Brasil quando eles fossem pra lá fazer as filmagens. 

Novembro chegou e meu amigo foi pra SP e levou com ele um amigo que ia ser o câmera. 
Foram 2 semanas filmando e foi INCRIVEL!




*fotos de Sho Fujii 
E aí a minha vontade de voltar pro Japão só crescia.


Ao longo dessas duas semanas aconteceu que eu e o rapaz que veio junto com meu amigo nos apaixonamos. E aí minha vontade de voltar pro Japão só aumentou!
Na véspera dele voltar pro Japão, fomos todos jantar juntos e ele deixou uma mensagem no guardanapo do restaurante me dizendo “quando voce vai pra Tokyo pra morarmos juntos?”
Depois disso passamos quase meio ano namorando por skype e facebook, e eu me planejando pra ir pro Japão ( mas não levava ele muito a sério, admito - no sentido de que ele estava do outro lado do mundo e eu não botava muita fé de que íamos ficar juntos) porque desde que fui pra Tottori, tudo o que senti, vi e vivi não saía da minha cabeça e eu sentia que TINHA QUE VOLTAR. 

Até que um lindo dia de carnaval, eu tava jantando com umas amigas e veio uma mensagem dele me encostando na parede. Quando cheguei em casa ele me ligou e era um “e ai, você vem e vai ficar comigo ou não? preciso que você decida”. Aí vi que tinha que realmente me  planejar e seguir meu objetivo, mas dessa vez colocando um pouco mais de fé nele. 

A OPORTUNIDADE

Um amigo meu está escrevendo um livro e parte da história se passa no antigo Japão. Ele resolvi ir pro Japão fazer pesquisas sobre o local e me chamou pra ir com ele pra ajudá-lo nas pesquisas. Aceitei. A viagem seria pra dali a 2 meses, assim, de repente. 
Vi nisso a oportunidade de eu ir e ficar.
Pedi as contas no emprego, me desfiz da maioria das minhas coisas, apartamento, tudo. Meu amigo topou ser “pai” dos meus gatos e embarquei pro Japão dia 30 de abril de 2015, no intuito de fazer as pesquisas por 1 mês com meu amigo e ver como seria, e conforme fosse, pedir o visto de residência. 


Chegamos em Narita dia 1 de maio e o rapaz estava me esperando lá. Foi quando percebi que era real e poderia chamá-lo de “meu namorado”! 
Foi surreal tudo que vivi em menos de meio ano e toda a mudança que a minha vida teve. Passei 1 mês viajando com meu amigo e a equipe pra pesquisar e filmar, fotografar etc e quando voltei, dei entrada numa escola de japonês e pedido de visto para eu poder morar aqui. 

E assim começou minha aventura por aqui.
Nos próximos eu conto mais sobre os lugares que passei no primeiro mês, adaptação, escola e visto!




@blogdamoderna